Com influências regionais e sotaques do folclore latino, Susane Paz, natural de Sapucaia do Sul, começou a cantar em rodeios e festivais Nativistas do Rio Grande do Sul.

Em 2008 o projeto Acorde Fronteiro, grupo formado por 5 jovens, lhe trouxe a experiência no palco em formato de show, através desse, novas oportunidades no cenário de musicais que acompanham corpos de dança, foi então convidada para fazer parte do Conjunto Folclórico Os Tropeiros ULBRA. Representou o Brasil na Criolla del Prado em
Montevideo-UY e Canellones-UY, além do renomado Rodeio da Vacaria e outros Eventos em Santa Catarina.

Depois de 6 anos nos palcos do circuito amador, defendeu músicas nos festivais profissionais tais como, Canto de Luz- Ijuí, Festival de Música de Gramado, Coxilha Nativista- Cruz Alta, entre outros.

Já acompanhou como backing vocal, Elton Saldanha e Paulo Costa, além de gravações em estúdio e trabalhos com Jingle e locução, tanto cantando quanto compondo. Fez parte do Grupo Mas Bah!, de arranjos vocais, durante dois anos, cantando e também produzindo.

Em 2018 estreiou sua web série, Cantarolando, um apanhado de canções regravadas e autorais, com convidados que lhe serviram de referência na música.
Susane também faz parte da organização do 1º Peitaço da Composição Regional, movimento que incentiva mulheres a escreverem suas próprias músicas e reúne poetizas, compositoras, cantoras e instrumentistas Gaúchas, o primeiro festival fechado para somente mulheres do Estado do Rio Grande do Sul.

A cantora acredita que a música gaucha pode desbravar novos horizontes sem deixar de ser regional, juntamente com essa vontade, também se dispõe como compositora, em 2017 sua letra “Flor de Pedra”, virou a abertura do show de “As Tubas”, grupo esse, de mulheres que cantam e produzem um cenário de aceitação do feminino dentro do universo rústico do Sul.